segunda-feira, 21 de maio de 2012

Elevador de Uva-Passa


Depois de muuuuito tempo sem postar, estou eu aqui de novo. Este post é apenas um complemento para o vídeo acima, do elevador de uvas-passas. Não vou entrar em muitos detalhes científicos. Mas, bem, resumindo: A água com gás, contem nela, diluído Gás Carbônico, que ao se misturar com a água, se transforma em ácido carbônico. Sim, o Gás Carbônico também chamado dióxido de carbono. (Pra quem não compreendeu, CO2. Dióxido significa que há dois átomos de oxigênio, e, carbono, porque há um átomo de carbono ali ligado aos outros). Voltando ao assunto principal; esse gás está diluído na água, e, quando ele encontra alguma coisa (um objeto, ou a própria garrafa), ele começa a se desprender da água e a se acumular em forma de bolhas. Esse processo promove um aumento de volume ocupado pelo gás. (Por isso é importante você tampar bem uma garrafa de bebida com gás para que esse não se solte. O gás tenta intensamente se desprender da água; porém, como a garrafa está fechada, o gás fica impedido de se liberar, já que é necessária uma expansão, mas, como ele já está sob pressão, não consegue se "libertar" da água). Quando você adiciona as uva-passa ela desce, pois é mais densa que a água (lembre-se sempre: Densidade = razão entre massa e volume). Porém, com o tempo, (se a garrafa estiver aberta), como a superfície da uva é bem enrugada vão se acumulando essas bolhas de gás (lembre-se: Gás é menos denso que a água), o problema é que chega um momento que há tanto gás acumulado ao redor da uva, que esse conjunto todo (uva e gás) se torna menos denso que a água. Quando chega à superfície, as bolhas acabam, e, o gás que estava preso na uva se libera. Sem gás, a uva que agora está sozinha (como é mais densa que o líquido) retorna o ciclo até que o gás diluído na água acabe. 

Espero que tenham entendido :-)